PESQUISA

Maestros

 

Maestro Parcival ModoloParcival Módolo
Diretor Artístico

Após sua formação no Brasil, foi à Alemanha, para sua pós-graduação em regência na Hochschule für Musik, Herford, especializando-se em música dos séculos XVII e XVIII. Lá regeu várias orquestras como convidado e tornou-se titular da Orquestra de Sundern, Westfalia. Entre seus professores estão Nikolaus Harnoncourt, Zubin Metha, M. Stefani e Sergiu Celibidache. De volta ao Brasil, estruturou a Orquestra Sinfônica Municipal de Americana, tornando-se seu Regente Titular e Diretor Artístico por 14 anos, até 1998. Em 1989 lecionou na University of San Diego, Califórnia e recebeu bolsa de doutorado na University of Southern California, em Los Angeles, além de convite para reger a Sinfônica de San Diego. A partir de então passa a reger regularmente várias orquestras no Brasil e em outros países. Foi Regente Titular e Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, SP, entre 2007 e 2011. Em 1999 tornou-se Coordenador Geral de Arte e Cultura do Instituto Mackenzie, SP. Desde 2005 é consultor do Festival de Música de Cusco, no Peru, e maestro oficial do seu concerto de encerramento. Em 2006 foi nomeado Maestro Honorário Permanente da Orquestra Sinfônica Jovem Nacional do Peru. O mesmo título foi-lhe outorgado pela Orquestra Nacional de Cuba em Havana (2010). Ainda no exterior é Gastdirektor da Orquestra do Teatro da Ópera de Bielefeld, Alemanha (1984), e Maestro visitante da Orquestra Sinfônica de San Diego, USA (1990).  Principal Maestro Convidado da Orquestra Sinfônica “Collegium Musicum”, de Potsdam, Alemanha, e Maestro Principal e Diretor Artístico da OSRP. 

 

Maestro Reginaldo NascimentoReginaldo Nascimento
Maestro Adjunto

Iniciou seus estudos musicais na Congregação Cristã no Brasil. Posteriormente estudou na Universidade Livre de Música, em São Paulo. Teve como professores Nadilson Gama, Elina Suris e Claudio Cruz.

Como solista e camerista se apresentou junto à Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara do SESC Vila Nova, Orquestra Municipal de Barretos, Orquestra do Festival de Prados e Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto. Em turnê pelos Estados Unidos em 2015, realizou recitais na Tarleton University, Hardin Simmons University, no Texas, e na Southern University na Lousiana.

Como regente participou de masterclass na Polônia , com o maestro Jonathan Brett, e na Hungria com a maestrina Ilóna Meskó. É vencedor do segundo prêmio da 2nd conducting competition  na Hungria, em 2012. É comendador da “Ordem do mérito Carlos Gomes”, pela Associação Brasileira de Arte e Cultura.

Como regente convidado atuou à frente da Radomska Orkiestra Kameralna (Polônia), MÁV Symphony Orchestra (Hungria), Murmansk  Philharmonic  Orchestra (Russia), Sonoma County Philharmonic (EUA) e Orquestra Jovem do Estado de São Paulo. Foi Diretor artístico e maestro titular da Orquestra de Câmara do Conservatório Carlos Gomes, Orquestra Filarmônica Jovem de Ribeirão Preto e da Camerata Jovem Beethoven.

Participou como regente assistente do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 2011 e como regente da orquestra de câmara do Festival de Música de Curitiba em 2015.

Atualmente é professor e maestro titular da Orquestra Acadêmica do “ALMA” Academia Livre de música e artes , e maestro adjunto da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto.

É formado em música pela Universidade de São Paulo.

 

 

Snizhana Drahan Snizhana Drahan
Maestrina dos Coros da OSRP

Nascida na Ucrânia, em família de músicos, iniciou seus estudos de música aos 6 anos, no conservatório, como pianista. Aos 9 anos de idade foi laureada no Concurso de Conjuntos Instrumentais junto com o Quarteto Instrumental de seu pai, no qual atuou durante quatro anos. Ao mesmo tempo despertou seu interesse pelo canto e já aos 10 anos de idade começou a cantar como solista, participando dos concertos com obras para solo, coro infantil e piano de compositores contemporâneos.

Aos 17 anos iniciou sua carreira de regente como fundadora de um coral feminino na Academia de Agronomia (Ucrânia). Com este coral fez concertos na Polônia (em 1993) e na Inglaterra (em 1994) com repertório de música folclórica e popular da Ucrânia.

Em 1994, concluiu o Colégio Musical (curso de regência coral de quatro anos) e, posteriormente, em 1998, formou-se em Regência Coral pela Academia Nacional de Música da Ucrânia P. I. Tchaikovsky, localizada na capital Kiev.

No decorrer dos anos de estudo Snizhana trabalhou como regente do Coral Infantil da Igreja Ortodoxa, com o qual fez turnê de um mês pela França (em 1996), e como regente no Grande Coral Infantil da Fábrica de Aviões Antonov, com o qual fez turnê pela Bulgária (em 1997). Também durante um ano foi regente estagiária no Coro da Academia Nacional de Música da Ucrânia trabalhando com obras para coro e orquestra.

Em 1998-99 foi professora de Regência Coral da Faculdade de Música da Universidade de Pedagogia (Ucrânia), onde trabalhou até vir para o Brasil.

 Tão logo chegou a Ribeirão Preto fundou o Coral Magnificat, com qual organizou inúmeros concertos na cidade e região como “200 anos de nascimento de H. Berlioz” (2003), “250 anos de nascimento de W. A. Mozart” (2006), concerto pelo projeto “KULTURFEST – estação alemã” junto à OSRP (2008), entre outros. Com este coro realizou a gravação de CD “Hinos cívicos da região de Ribeirão Preto”. Em 2008, o Coral Magnificat participou no concerto em comemoração aos 70 anos da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto que aconteceu no Theatro Pedro II.

Em 2007, Snizhana defendeu a dissertação na Universidade de São Paulo, em São Paulo, na área de musicologia, tendo como o tema: “Ouvir a voz: a percepção da produção vocal pelo regente coral – método e formação”.

Durante os últimos anos, ministrou e montou várias oficinas de regência e canto na região pela Secretaria de Estado da Cultura. Também organizou e participou como cantora de diversos recitais, shows e concertos; atuou como professora de canto lírico e montou recitais de canto com os seus alunos. Atualmente está coordenando também outros grupos na região como, por exemplo, Coral Aquarela do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, coro da Instituição Aparecido Savegnago, de Sertãozinho-SP etc.

Em 2007, em parceria com seu marido - o clarinetista da OSRP Bogdan Dragan, que também atua como produtor e arranjador -, Snizhana gravou como cantora um CD de encarte para o livro “Três arco-íris” da Editora Petit (São Paulo).

Em 2008 participou como solista no Concerto de Natal da OSRP, onde o coro e os solistas apresentaram trechos de “Messias” de Haendel.