PESQUISA

MUSICO - Anderson Castaldi - violino

Natural de São Paulo, transferiu-se para Rio Claro, onde iniciou seus estudos de violino aos oito anos de idade na Escola Livre de Música Fábio Marasca. Nessa escola, atuava nas Orquestras do Projeto e na Camerata de Cordas, passando a integrar a Orquestra Sinfônica de Rio Claro e, mais tarde, a Orquestra Filarmônica de Rio Claro.

Posteriormente, estudou na Escola de Música de Piracicaba, sob orientação da professora Celisa Amaral Frias, tornando-se violinista efetivo da Orquestra de Câmara da EMP e da Orquestra Sinfônica da EMP. Teve como principais professores: Moacyr Del Picchia, Denis Usov e Samuel Lima. Também recebeu orientações de Pablo de Leon, Fernanda Krug, Cláudio Mahle, Natália Alentsyna (Rússia/Alemanha), entre outros.

Licenciado em Música, com ênfase em violino pela Universidade Vale do Rio Verde (UNINCOR) em Três Corações-MG, desenvolveu o Método: Técnica Básica do Violino orientado pela professora mestre Daniela Vilela de Moraes.

Integrou o Corpo Docente do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí - Pólo Avançado de São José do Rio Pardo, desenvolvendo intensa atividade pedagógica como Professor de Violino, Música de Câmara e Matérias Teóricas.

Foi spalla da Orquestra Acadêmica da UNINCOR (Três Corações/MG), Orquestra Sinfônica de Limeira e da Orquestra do Festival Viola de Todos os Cantos (Globo/EPTV). Também atuou como violinista efetivo da Orquestra Filarmônica de São Carlos, Orquestra Sinfônica Jovem de Campinas (Unicamp) e convidado em diversas outras.

Vem atuando como camerista (duos, trios, quartetos, etc.) e solista à frente de várias orquestras Sinfônica de Poços de Caldas, Sinfônica de Rio Claro, Sinfônica de Limeira, Camerata Orquestra Sinfônica de Mogi-Guaçu, Sinfônica de Pouso Alegre-MG, entre outras.

Além de violinista, desenvolve trabalhos como arranjador, compositor e regente tendo em sua formação professores como: Jean Reis, Pedro Cameron, Ernest Mahle, entre outros. Atuou como regente-titular da Orquestra Clássica e Orquestra de Cordas do Conservatório de Tatuí (Pólo Rio Pardo), Orquestra Sinfônica do Festival Café com Música – Cristina/MG e Orquestra L’estro Armonico. Regeu ainda a Camerata Clássica do 13º Festival Música nas Montanhas – Poços de Caldas/MG e outras Orquestras como convidado.

Atualmente é violinista efetivo da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto e spalla da Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas.